pt  |  en

A minha reserva...



Reserve Já »
Adults
Children

A Região do Douro

Em Dezembro de 2001, a UNESCO elevou o Alto Douro Vinhateiro Património da Humanidade. Um título fornecido em unanimidade, atribuída à mais antiga região vitivinícola demarcada do mundo, mandada construir por ordem de Marquês de Pombal, em 1756. Região única por reunir as virtudes do solo de xisto e sua privilegiada exposição ao sol, características únicas do seu microclima, juntamente com o trabalho árduo do homem que trabalha no Douro.

A sua paisagem possui três aspectos de maior relevância: o carácter único do território, a relação natural da cultura do vinho com as oliveiras e amendoeiras e a diversidade da arquitectura local. Para além destes aspectos, é de destacar o notável trabalho realizado pelo homem na construção de muros de xisto que se estendem das encostas e, acima de tudo, a autenticidade e a integridade da paisagem cultural.

A região demarcada do Douro, onde os vinhos são produzidos correspondente à denominação de "Porto" e origem "Douro", abrange 250.000 hectares, dos quais 48 mil são ocupados por vinhas, e fazem parte de 22 cidades. No entanto, apenas 24.000 hectares, ou 1/10 da área, que engloba treze cidades, foi classificado pela UNESCO como Património Mundial. No entanto, a área classificada é representativa da diversidade do Douro, uma vez que inclui o Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior.

O território do Alto Douro Vinhateiro, área classificada, parte do vale do Rio Douro, que já é Património Mundial nas extremidades, incluindo o Porto, e em frente ao parque arqueológico do Côa. Os treze municípios que fazem parte da zona são distinguidos pela UNESCO são Alijó, Armamar, Carrazeda Ansiães, Lamego, Mesão Frio, Peso da Régua, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Tabuaço, Torre de Moncorvo, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real, que se estende ao longo das encostas do rio Douro e seus afluentes, Varosa, Corgo, Távora, Torto e Pinhão.

A classificação do Douro como paisagem cultural, viva e em evolução tem dado o seu contributo e impulso a uma série de mudanças que já estavam acontecendo na região do Douro, uma vez que o próprio projecto de aplicação define um conjunto de medidas para o desenvolvimento e gestão do território e qualificação e valorização ambiental. Por outro lado, intensificou-se o tráfego de navios de cruzeiro no rio para os turistas, muitas Quintas tradicionais juntaram-se à filosofia da Rota do Vinho do Porto, abrindo as portas para os visitantes, promovendo visitas de degustações, vinho e eventos. O comboio histórico retornou à Linha do Douro, rotas turísticas em que os passageiros "estão de volta" para o início do século. Desportos aquáticos têm se tornado uma constante nas águas do Douro. Toda a região está em transformação anunciando-se mudanças a cada momento, novos hotéis cinco estrelas e da restauração e adaptação dos imóveis mais antigos em aconchegantes hotéis ou casas de turismo rural em áreas rurais.

Com orgulho, mas também com senso de responsabilidade redobrado que celebraram o "Vale do Douro em 2006", com inúmeros eventos culturais, e a passagem de seus 250 anos como uma região demarcada.




Wi-fi Grátis
Disponível no Hotel
Wi-fi

Reserve Online



© 2017 LBV House Hotel. Todos os direitos reservados. | e-GDS® [Global Distribution Solutions]